O mais tradicional desfile de carnaval de rua de São Paulo | Carnaval 2016 | 31/01/2016

Novas fotos do desfile 2009

Opa gente, seguem algumas novas fotos do desfile desse ano...!


Valeu Seu Miguel!

É com pesar que comunico, após uma ligação recebida hoje a tarde do Carlão, a ida de um dos maiores baluartes do Samba, o grande “Seu Miguel”, dono da loja de instrumentos musicais Contemporânea, e um dos pioneiros na fabricação e globalização dos instrumentos musicais de samba. Seu Miguel participou ao lado do grande e saudoso Luverci Ernesto (compositor da pesada), em 2003, da escolha do samba do Bloco Amigos da Vila Mariana. É com saudade e em nome do samba que sempre lembraremos essas grandes figuras importantíssimas para o mundo do samba. Valeu Seu Miguel!!!!

Carnaval de sampa...!

Opa gente,

Pra quem ficou em Sampa no carnaval, fiz muita coisa e muita coisa mesmo, e assim, vi muita coisa também...!

Logo de cara (depois da apresentação com o Gui na Livraria Cultura, lançando o CD Ponto de Vista), fui no sambódromo e vi a saída na Rosas de Ouro, com os guindastes tirando a galera dos carros alegóricos na correria da dispersão!

aaaeeeeeeeeeeeeeeee...!!!!!!!!!!!!!!!!!!

aaaeeeeeeeeeeeeeeeeee gente!!!

Foi com esse grito de felicidade e excitação que o Bloco Carnavalesco Amigos da Vila Mariana passeou pelo bairro! Cantando e sambando pelas ruas Vergueiro, Eça de Queiroz, Cubatão e Domingos de Morais...! Até a volta ao Largo Ana Rosa!

Bateria, harmonia e foliões juntos no carnaval de rua, aberto com a concentração, ao sabor da chuva e da Mousse Quizumba - caipirinha de limão e maracujá tradicional nas bebedeiras do Bloco...!

Tá decidido... é carnaval!!!

Alguns puxam, outros cantam, outros tocam, uns fazem a letra, outros a harmonia, tem também os que tocam na bateria, os que ajudam... assim todos fazem o carnaval do Bloco, que começou em 18/01/2002 - comemorado na última roda do Hostel, iniciando a roda com nosso hino 18 de Janeiro que foi muito bem interpretado, talvez por que há tempos não catando!

Esse carnaval que vem vindo até hoje, terá mais uma manifestação na roda do No Quintal, domingo (25/01), na roda de pré carnaval do Bloco, que prepara o astral para o desfile...! É lá que o Bloco abre carnaval 2009, com o samba "Em tempo de Lei Seca, eu vou de jegue com o Obama" e os Kits para o carnaval a R$ 10,00 o 1º lote = camiseta regata + mousse Quizumba + desfile + os por virem...!

A melhor roda do ano...!

Opa gente,

Tivemos, literalmente sem querer, a melhor roda de samba do ano...! Por alguns vários motivos, sendo um deles (e o menos importante) ter sido a única que tivemos em 2009...!

Despretensiosamente, Gui e Magrão foram almoçar no Café do Largo, uma feijuca bem boa...! Após analisarem a situação e decidirem que não haveria roda se samba, para felicidade do Bloco apareceu o Miltão do pandeiro, aí não teve com negar um sambinha pra ele e resolvemos fazer umas duas ou três ligações...!

"a dor de qualquer partida é na chegada uma nova vida"...!

Oba oba oba!

É com muita, mas muita alegria, satisfação e prazer que agradeço a todos que participaram do Bloco Carnavalesco Amigos da Vila Mariana em 2008!

Toda essa empolgação é com 2009, que pretende ser a sequência de acontecnimentos desse ano...! Rodas de samba, desfile de carnaval, site do Bloco e muitas outras coisas que rolaram muito bem!!!

O samba nos anos 70

Apesar da censura do Estado aos meios de comunicação e às manifestações artísticas; apesar da mão forte do mercado pasteurizando a cultura popular; apesar do cenário hostil para a criatividade em geral, o samba nos anos 70 não morreu tampouco agonizou. Ao contrário, ganhou força e cresceu. Nesse período, importantes personagens imortalizaram seus nomes e marcaram a história da música popular brasileira. Donga e a Velha Guarda firmaram suas raízes; Cartola e Adoniran, com propriedade, contribuíram no fortalecimento do corpo e no desenvolvimento dos seus diversos ramos; e, do samba, frondoso e altaneiro, brotou mais samba, gerando frutos fortes, coloridos e saborosos. O rio que inundou o coração de Paulinho, o espelho que refletiu João, a luz da inspiração de Candeia. O sabiá em Clara, o canto sereno de Beth, o coração explosivo de Gonzaguinha. Diante da fartura, oferecemos aqui uma degustação efêmera do samba na década de 70. Bom apetite.
por Gustavo Seraphim

Será sempre um Ponto de Vista...!

Senhoras e senhores,

Ficou pronto esse mês o CD Ponto de Vista, do Gui do Cavaco, vulgo e assim apresentado na capa, Guilherme Lacerda!

Este CD, gravado entre São Paulo e Atlanta contou com a produção do Rafinha (Rafael Pereira), com a assistência de produção do Nando e do Gui (Fernando Pereira e Guilherme Lacerda, respectivamente), gravado nos estúdios de Ary Rolland, São Paulo (vozes, cavaco e violão) e Yellow Sub, Atlanta (percussões, sopros, coro, baixo e outros) e com mixagem e masterização de Alex Lowe, Atlanta...! Design Gráfico de Sérgio Martinho (YesEffect), São Paulo e fotos de Bruna Marcatto no No Quintal Bar (Vila Mariana), São Paulo...!

Samba lá pra cima...!

Opa, segue um texto bacana sobre um samba pra cima e que também pode ser um samba pra baixo, por questões de geografia e não de excelência no assunto...! Divirtam-se...!

+++

SAMBA DE MATUTO
Por Bernardo Alves

Quando havia seca no sertão, os curumbas migravam para o litoral se valendo do corte da cana ou mesmo da cambitagem. Superado o problema da estiagem, voltavam às suas terras sertanejas. Mas isso não era uma regra geral, alguns, encantados com o rico sul de Pernambuco, nele fizeram morada e constituíram famílias.

Abandonaram o gibão e já não eram mais chamados de sertanejos, mas de matutos. Havia um traço de união já formado entre as duas regiões, o samba. Esse há muito assimilado na zona da mata. Essa colônia, proveniente do sertão, se reunia para beber, comer e dançar. Dessas reuniões foram se destacando alguns sambistas e deles é que surgiram os famosos Mestres de Samba, antecessores de alguns que deixaram seu nome na história como Idelfonso, Carnaubal, Dijanira e José Rosa.

Conteúdo sindicalizado